O Nosso Corpo: O Colo do Útero

Colo do útero

O colo do útero ou cérvix é um grande desconhecido para grande parte das mulheres. Ele é a porta de entrada e saída do nosso útero a vagina. Ele entra aproximadamente uns 3cm na vagina, tendo uma aparência semelhante a glande do pénis. Ele abre-se quando querer que entre ou saia alguma coisa do útero (menstruação, sémen ou bebé) o resto do tempo mantem-se fechado para proteger o útero.

A porta abre-se ou fecha-se com dois mecanismos: o diâmetro da abertura e o muco cervical. Para abri-la os músculos do útero contraem-se puxando para cima, de forma a dilatar a abertura e o colo do útero retirar-se um pouco da vagina (esta alto dentro da vagina). Por outro lado o tampão mucoso que barra a entrada liquidifica-se.

Uma parte das dores que sentimos durante a menstruação, a ovulação ou o parto são devidas a estas contracções do útero para abrir a porta (e no caso da menstruação e do parto, expulsar conteúdo). Imagina as cãibras musculares que sofremos quando durante um tempo não utilizamos certa musculatura e de repente movemo-la intensamente?!?
Pois… com o útero acontece algo parecido com a restante musculatura do corpo, mas a falta de consciência deste órgão, a repressão sexual feminina e a censura cultural de movimentos e posturas que o tonifiquem  faz com que apenas o utilizamos para a abertura da porta e por esse motivo as contracções nos causam dor. Tonificando o nosso útero as menstruações e os partos não nos provocaram tanta dor. Se sentes dores durante a menstruação tenta relaxar a zona pélvica e o útero. Podes tentar com exercícios de respiração, fazendo movimentos circulares que massagem e relaxem essa zona ou visualizando como se abre o colo do útero suavemente. 

v  Auto-apalpação cervical

Podes apalpar o teu colo do útero introduzindo os dedos na vagina ou observando-o abrindo a tua vagina com um espéculo e com a ajuda de um espelho e uma lanterna. As variações mais significativas que apreciamos no colo do útero podem esquematizar-se em três características:

·         O grau de abertura do orifício: mais aberto ou mais fechado.
·         A rigidez/resistência: mole (como os lábios) ou duro (como a ponta do nariz).
·         A Posição, neste ponto, consideramos duas variáveis:
1. Alto (afastado da vagina) ou baixo (mais dentro da vagina);
2. Recto (alinhado na vagina, vemos a abertura) ou inclinado (direcciona para as paredes da vagina, não vemos abertura).

Figura -  (A) Colo do útero alto e (B) aberto no período fértil; (C) Colo do útero baixo e (D) fechado no período não-fértil (Weschler, 1995).

Nem todas as mulheres observam todas estas mudanças, mulheres com ciclos curtos por exemplo, mas seguindo um ciclo do tipo 28 dias (menstruação, pré-ovulação, ovulação, pré-menstruação) apresentamos as mudanças acima referidas, que são mais lentas na fase pré-ovulatória e mais rápidas na fase pré-menstrual. Por isso: palpando o colo do útero podemos identificar as fases férteis (F) e inférteis (f): nos primeiros dias (F), a abertura estará aberta, alta, mole e recta e nos segundos (f) estará fechada, baixa inclinada e dura.

v  O colo do útero nas fases do ciclo menstrual
Antes da menstruação a porta abre-se: os músculos uterinos puxam para cima abrindo o orifício do colo do útero, o que tem como consequência que o colo do útero se retire um pouco da vagina e se note mole ao apalpá-lo. O útero está alinhado com a vagina e por este motivo se observarmos o colo do útero com ajuda de um espéculo é mais provável que possamos ver o orifício.

Na fase pré-ovulatória a porta fecha-se: a abertura reduz-se e sentimos o colo do útero baixo dentro da vagina, duro e inclinado (há menos probabilidade de ver a abertura). Quando nos aproximamos da ovulação a porta volta a abrir-se seguindo o mesmo processo e na fase pré-menstrual volta a fechar-se.

A abertura, a rigidez e a posição mudam com a excitação sexual. Por este motivo é aconselhado que a apalpação do colo do útero seja complementar das outras técnicas de reconhecimento da fertilidade: temperatura e muco cervical. 


Figura -  Melhor posição para se alcançar o colo do útero (Werschler, 1995).

v  Quando fazer a apalpação?
É recomendado realizar a apalpação cervical durante a noite, depois do fim da menstruação.

v  Como se apalpa?

Colocamo-nos de cocaras ou de pé com uma perna elevada num pequeno banco e introduzimos o dedo indicador e médio dentro da vagina. A vagina é um tecido muito húmido e enrugado. No fundo da vagina encontra-se um topo mais liso e duro: é o colo do útero. 







Para continuares a explorar e a descobrir o teu teu corpo visita: http://www.beautifulcervix.com/

5 comentários:

  1. Boa tarde! Tenho uma dúvida , estou a três dias da menstruacao (não vir espero eu..) e ontem o colo do útero estava alto e tipo ponta de nariz quando fiz o toque e hoje está macio e mole mas também voltei a sentir a pontinha do colo do útero mais acima ainda duro tipo ponta de nariz mas tive que me esforçar mais para lá chegar. Será sinal de gravidez ou de que a menstruação vem mesmo dentro de 3 dias?

    ResponderEliminar
  2. Oiie minha mestruacao atrasou 5 dias e fui no ginecologista e ele falou q meu utero esta alto sera que posso esta grávida. Ou minha menstruação esta pra vim.

    ResponderEliminar
  3. Sou tentante.minha monstra era pra vir dia 26 de abril, mas toquei o colo do útero estava alto e macio, porém depois de ter tocado deu cólica e a monstra desceu horas depois isso era dia 21/04.o que pode ter sido???

    ResponderEliminar